Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



The eternal mystery of the world is its comprehensibility.

 

A human being is a part of a whole, called by us ‘universe’, a part limited in time and space. He experiences himself, his thoughts and feelings as something separated from the rest… a kind of optical delusion of his consciousness. This delusion is a kind of prison for us, restricting us to our personal desires and to affection for a few persons nearest to us. Our task must be to free ourselves from this prison by widening our circle of compassion to embrace all living creatures and the whole of nature in its beauty.

 

 Albert Einstein

 

Para além de nos questionarmos sobre o motivo de existir algo é motivo de igual assombro o facto de o algo que existe ter regras, ter previsibilidade, ter organização. Aparentemente seria muito mais simples a existência ser caótica. E motivo adicional de espanto é que essa organização, baseada em regras que não sabemos como foram definidas, deu origem à consciência. A consciência, a nossa mente, atingiu a capacidade de começar a compreender o Universo e de nos questionarmos precisamente porque é que existe algo. Em rigor quando nos questionamos porque existe algo, é o Universo que questiona a sua própria existência. O "eu" é uma ilusão criada pelo Universo, a criatura e o criador são uno.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor



Links

  •  

  • Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2015
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D