Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



É importante, diria mesmo, fundamental, comemorar o que de bom a vida nos dá. E não só.

 

Quando era adolescente recordo-me de uma viagem automóvel em que seguia toda a família. Era eu que conduzia porque tinha tirado a carta recentemente e estava a ganhar experiência na condução, quando subitamente na autoestrada rebenta um pneu. O carro rodopiou pela autoestrada e depois de embater nos rails de um e outro lado, escapando por mero acaso ao tráfego, imobilizou-se na berma, virado em sentido contrário ao da circulação. O carro ficou severamente danificado de ambos os lados, mas em condições de prosseguir viagem, depois de substituído o pneu. O que verdadeiramente me marcou nesta viagem foi, depois de termos chegado ao destino, o meu pai ter aberto uma garrafa de champanhe para comemorarmos o facto de estarmos todos vivos e de saúde. O que para a maioria seria visto como um infortúnio, para o meu pai foi um dia digno de comemoração, pois as consequências poderiam ter sido muito mais devastadoras.

 

Nesse dia recebi do meu pai uma lição de vida: é importante saber reconhecer e celebrar o que de bom nos acontece. Lembrei-me desta lição de vida porque hoje também tenho motivos para celebrar. Só que celebrar não é andar numa perseguição constante de prazer imediato. A melhor forma de celebrar é nunca esquecer de como é boa a vida e como temos que aproveitar, com sentido e profundidade, cada segundo desta extrema improbabilidade que nos aconteceu: estarmos, mesmo que por um fugaz momento, vivos e conscientes.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor



Links

  •  

  • Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2015
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D