Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Num mundo em que todos os deuses estão mortos, a Humanidade ficou órfã do seu sentido de vida superior e da sua alma. Em troca, recebeu a total responsabilidade pelas suas decisões. A religião de todos nós, crentes e não crentes, é agora o Humanismo, em que o Homem e os seus desejos são a medida de todas as coisas.

 

Simultaneamente a ciência diz-nos que tudo é causa e consequência e, por leis que ainda não conhecemos na totalidade mas que sabemos que existem, tudo o que acontece pode ser determinado conhecendo o estado inicial. Assim, também as nossas decisões são pré-determinadas, seja pela nossa genética, pela composição bioquímica no cérebro no momento da decisão, ou por algo que, de tão complexo para o nosso entendimento, nos parece controlado por nós. Mas pode não ser. A decisão poderá ser uma ilusão.

 

Se assim for, o livre arbítrio é imaginário e jaz, juntamente com a nossa alma e o nosso sentido de vida, no cemitério dos deuses. Neste caso, o que nos sobra?

 

Livro: “Homo Deus, uma breve história do amanhã”, Yuval Noah Harari

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:



Mais sobre mim

foto do autor



Links

  •  

  • Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2015
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D