Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



O prémio Nobel da Física foi este ano atribuído ao trabalho realizado para comprovar empiricamente a existência de ondas gravitacionais, possibilidade que foi sido elaborada há cerca de 100 anos por Albert Einstein. As ondas gravitacionais são geradas por eventos extremamente massivos para perturbar o tecido do espaço-tempo que se propagam de forma semelhante a ondas eletromagnéticas, deformando o espaço-tempo à sua passagem.

 

Construir instrumentos que consigam medir ínfimas perturbações no tecido do nosso Universo geradas por ondas criadas há milhões de anos nos confins do Universo, conseguindo eliminar todas as dúvidas que possam gerar falsos positivos é algo de extraordinário. É um trabalho que envolve milhares de cientistas e imagino que o Comité Nobel tenha uma enorme dificuldade em identificar alguns nomes que sejam merecedores de um destaque especial para receber este prémio. Cada vez mais a conquista do conhecimento é um trabalho de equipa, não de génios individuais, e destacar nomes deixa sempre um travo a injustiça.

 

Albert Einstein nunca esteve completamente convencido da existência das ondas gravitacionais. A sua existência foi deduzida exclusivamente de forma matemática e a confirmação empírica quase um século depois é a confirmação que o Universo se rege por regras que nós, Humanos, conseguimos entender. Este é o facto mais improvável da nossa insignificância enquanto seres vivos.

 

Porque, como refere Neil de Grasse Tyson, o Universo não tem qualquer obrigação de ser compreensível por nós.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor



Links

  •  

  • Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2015
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D