Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Monstros ocultos

10.11.16

A sociedade ocidental tem assistido nas últimas décadas a alterações profundas no que diz respeito à equidade em função do género, da religião, da raça ou da orientação sexual. Em resumo: tolerância para com a diferença. Nestes aspetos, ainda muito há por fazer, mas o que está a acontecer aparenta ser um progresso civilizacional irreversível. Há pontes que depois de atravessadas são destruídas.

 

Estas alterações sociais ocorrem um ritmo extremamente rápido, à escala da geração, à velocidade dos tempos que vivemos. Mas enquanto à superfície as águas parecem agitadas em correntes de mudança, nas profundezas de águas frias e escuras permanecem monstros inamovíveis, de evolução lenta, à escala geológica. E estes progressos rápidos não são suficientemente valorizados por esses monstros empedernidos, que vivem quase sempre ocultos na escuridão mas que não hesitam em vir à superfície quando acossados pelo medo, pelo egoísmo e pela incompreensão. E se neste Universo o tempo só corre numa direção, já a Humanidade por vezes, tragicamente, não teme regressar pela ponte que já foi atravessada.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor



Links

  •  

  • Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2015
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D