Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Inesperadamente cruzei-me com uma analogia interessante sobre o motivo da existência de consciência e sentimentos no livro Homo Deus – Uma breve história do amanhã, de Yuval Harari. Refere Harari que a consciência e os sentimentos seriam como o barulho que o motor faz para impulsionar um avião. O objetivo do motor é apenas impulsionar o avião e o enorme barulho que faz nessa tarefa não tem qualquer utilidade nesse objetivo. No entanto, é uma consequência, que estritamente não seria necessária, do funcionamento do motor. Da mesma forma, a vida existe porque, por mutações diversas e acasos infindáveis, foi conseguindo evoluir de forma a reproduzir-se até hoje. E os que são melhores a sobreviver até deixar sobrevivência que também consiga reproduzir-se são os que tiveram maior sucesso. O “objetivo” da vida é conseguir reproduzir-se mas aparentemente alguns dos mais eficazes nesta tarefa desenvolveram um sentido de consciência e sentimentos. Será um acaso, uma consequência não necessária para o objetivo, mas que, e isso não podemos negar, existe em cada um de nós qpesar de não sabermos exatamente do que se trata. Como refere Yuval Harari a nossa consciência e sentimentos seriam apenas “poluição mental” gerada pelo funcionamento do nosso corpo.

 

Livro: Homo Deus – Uma breve história do amanhã, Yuval Harari

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:



Mais sobre mim

foto do autor



Links

  •  

  • Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2015
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D