Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



É usual aproveitar os últimos dias de cada ano para se fazer um balanço do que positivo ou negativo ocorreu durante a última volta do planeta à nossa estrela. No planeta onde domina o desrespeito do Homem pela casa que o criou e pela sua família, os restantes seres vivos, onde a barbárie e o sofrimento humano atingem níveis que nos deixam insensíveis perante a dor dos “outros” e onde a economia global é gerida por uma elite não eleita que se sobrepõe ao poder democrático e que se auto-defende de forma irracional desrespeitando todos os outros, incluindo quem lhe possibilita ser uma elite. Mas pessoalmente foi a falta de vontade e de esperança marcou este ano. É deixar correr o tempo, agora que o entusiasmo, a alma espantada dos jovens, me parece ter abandonado. Tantas possibilidades entusiasmantes, tantos desejos por concretizar, e pouca vontade para lutar.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor



Links

  •  

  • Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D