Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

rua do imaginário

Porque existe algo em vez do nada?

Porque existe algo em vez do nada?

rua do imaginário

08
Ago18

A angústia do hedonista falhado

Se há algo que angústia é ter a consciência de não se estar a aproveitar em plenitude a existência Conseguir extrair o prazer da existência, estar em paz com o tempo que passa, é a essência da sublime estética da arte de viver, que nem sempre, por culpa própria ou das circunstâncias, está ao nosso alcance. É terrível a melancolia gerada pela consciência que o tempo avança irreversível, que cada oportunidade desperdiçada de prazer, intelectual, emocional ou físico, é uma oportunidade para sempre perdida, definitivamente irrepetível. Se pecados existem, o maior deles é desperdiçar um minuto que seja da extrema improbabilidade de estarmos vivos e conscientes. Afinal, como referiu a famosa socialite,  “estar vivo é o contrário de estar morto” e é importante nunca o esquecer enquanto estivermos vivos.

Links

  •  
  • Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.