Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

rua do imaginário

Porque existe algo em vez do nada?

Porque existe algo em vez do nada?

rua do imaginário

11
Set20

Castelo Rodrigo

Continuamos a viagem em direção a norte imersos no território de Riba-Côa, a margem direita deste rio. Após duas dezenas de quilómetros de estrada tranquila que rasga o planalto encontramos o monte destacado de Castelo Rodrigo.

 

Castelo Rodrigo é uma aldeia histórica bem conservada, com excepção do palácio de Cristovão Moura, mas descobrimos depois que existe uma explicação histórica para o seu atual estado. É uma aldeia monumento, de uma enorme beleza e com vistas deslumbrantes para o imenso planalto que a rodeia. O único amargo que nos deixa a visita é o facto de ser quase apenas isso, um monumento, com raros habitantes, vida própria que escasseia e muitas casas fechadas ou abandonadas. O comércio que existe é direcionado para turistas, sendo a amêndoa o produto estrela destas terras.

 

Dentro das muralhas de Castelo Rodrigo destacam-se as ruínas do palácio de Cristóvão de Moura, governador que no tempo da crise sucessória de 1580 apoiou os rei de Castela. Com a restauração de indepêndencia no ano de 1640 o palácio foi destruído e incendiado pelo povo no momento em que recebeu notícia desse acontecimento, porque o palácio representava um símbolo deste período de domínio de Castela. E ainda hoje se mantém em ruínas.

 

Naquela manhã, com um belo céu límpido, ar leve e cristalino, era possível avistar, no lado sul da muralha, Almeida, de onde tínhamos saído há pouco, e do outro lado, a partir das antigas janelas do palácio, dislumbrar, já junto às montanhas dos vales do rio Douro, sinais da povoação de Vila Nova de Foz Côa, para onde íamos agora seguir viagem.

 

DSC_5937.JPG

 Igreja medieval de Nossa Senhora do Rocamador com vista sobre o planalto

 

DSC_5952.JPG

Casas de Castelo Rodrigo

 

DSC_5936.JPG

Ruínas da entrada do palácio de Cristovão de Moura

 

Links

  •  
  • Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2020
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2019
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2018
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2017
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2016
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2015
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.