Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

rua do imaginário

Porque existe algo em vez do nada?

Porque existe algo em vez do nada?

rua do imaginário

19
Out17

Dia negro

DSC_0444.JPG

 

Os incêndios do dia negro de 15 de Outubro revelaram uma falência total do Estado, que se revelou incapaz de proteger minimamente os cidadãos perante a catástrofe. Certamente não podemos ignorar que um dia em que existiram mais de 500 ignições de incêndio, com origem mais que provável na ação humana, é algo de absolutamente extraordinário. Não há nenhum Estado no mundo que possa estar preparado para uma situação extrema como esta, que é equivalente a um ataque terrorista em larga escala. Mas o que aconteceu foi além da catástrofe. A falta de resposta do estado também ficou a dever-se ao facto de a proteção da nossa floresta estar dependente de contratos comerciais com empresas privadas, contratos esses que na sua maioria terminaram no início de Outubro, que habitualmente já não seria época de incêndios. Mas o que é meteorologicamente habitual já não existe e a proteção de um país não pode ficar dependente de datas no calendário e de contratos comerciais com valores elevados. Os incêndios são também um negócio, e enquanto existirem pessoas a ganhar muito dinheiro com este negócio os incêndios não vão terminar.

 

Entretanto, por coincidência de calendário, recebi no dia seguinte à catástrofe na minha caixa de correio o aviso para pagar a Taxa Municipal de Proteção Civil da CML. Após assistir a um país a arder sem resposta competente do Estado e a um governante nos ter dito que temos que ser responsáveis pela nossa proteção, receber a notificação para pagar este imposto (de legalidade duvidosa) é algo capaz de irritar profundamente o mais pacato cidadão.

Links

  •  
  • Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.