Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

rua do imaginário

Porque existe algo em vez do nada?

Porque existe algo em vez do nada?

rua do imaginário

08
Set15

Ex Machina

Deverá a criatura amar o criador? Ava não. Ava, a robot (a inteligência tem que ter sexualidade) de Ex Machina odeia o seu criador. E o seu objetivo é fugir, sair da sala que é o único mundo que conhece, apesar de ter acesso a toda a informação do mundo, e finalmente conhecer exterior. Quer ir para um cruzamento ver pessoas a passar.

 

A diferença entre conhecimento e consciência é explicada: uma pessoa pode saber tudo o que existe sobre cores e viver num mundo a preto e branco. Mas só quando consegue sair desse mundo a preto e branco e conhecer as cores é que tem consciência das cores. E Ava que ter consciência do mundo. O objetivo do teste é saber se Ava é simplesmente uma máquina ou se sabe o que é, se tem consciência da sua existência. Há algo no filme que nos insinua a resposta: Ava tem medo de morrer.

 

Para fugir Ava seduz e mata de forma insensível. Terá Ava sentimentos? A inteligência artificial irá certamente produzir sentimentos, mas não podemos assumir que os seus sentimentos, a sua empatia, seja por nós, Humanos, que somos afinal uma outra espécie. Por acaso, temos nós sentimentos pelos nossos parentes mais próximos, os chimpanzés?

 

Ao criar a consciência o Homem transforma-se em Deus, e tal como o Homem matou Deus, um dia para as máquinas os Humanos vão ser arcaicos e dispensáveis. Um fóssil ultrapassado. Não podemos assumir que a criatura não queira ser amo do criador ou que simplesmente lhe sejamos totalmente indiferentes. Esse é o perigo da Inteligência Artificial: que o criatura não tenha sentimentos pelo criador.

 

Filme: Ex Machina, Alex Garland

Links

  •  
  • Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.