Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Linha recta

06.04.18

Os astros deslocam-se no espaço em linha recta. Parece-nos que não, mas isso deve-se unicamente à nossa limitação. No mundo de quatro dimensões do espaço-tempo, todos os astros se deslocam pelo caminho mais curto, a linha reta. Foi Einstein, num golpe de génio, que o percebeu. É como a sombra de um avião que sobrevoa as montanhas: a duas dimensões parece-nos que o avisão sobe e desce as montanhas, mas no mundo a três dimensões o avião voa em linha recta.

 

Também as nossas vidas são uma linha recta. Para nós, seres condenados a viver no mundo limitado da nossa mente, parece-nos que é a vida é contruída de acasos, azares, de reveses e fortunas. Vemos esquinas e cruzamentos. Tememos decisões e indecisões. 

 

Em vão. A nossa vida é um híper-objecto que segue a sua linha recta no espaço-tempo. Simples, previsível e insignificante. É inútil tentar perceber o que se segue, e mais inútil ainda preocupar-nos com isso. Mas, ainda, assim, não deixo de sentir um certo aperto no coração: nada mais nos resta que o prazer do imediato.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor



Links

  •  

  • Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2015
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D