Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

rua do imaginário

Porque existe algo em vez do nada?

Porque existe algo em vez do nada?

rua do imaginário

07
Mai18

Momentos de felicidade, VII

Aquele dia estava maravilhoso. Um Sol aconchegante, brisa fresca, céu de azul claro e infinito, luz leve e transparente. Senti-me nesse momento invadido por uma sensação de felicidade e de prazer de viver. Mas foi apenas um instante pois, quase de de imediato, senti um profundo aperto no coração. Sabia que esse momento não iria durar para sempre e que nuvens escuras irão ensombrar o futuro. É “o aperto doloroso por fazer sentir tudo aquilo de que vai sentir falta” a que se refere Cláudio Magris. Naquele momento senti de forma clara e abrupta o peso de perder a vida tal como era naquele instante. 

Links

  •  
  • Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2020
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2019
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2018
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2017
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2016
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2015
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.