Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

rua do imaginário

Porque existe algo em vez do nada?

Porque existe algo em vez do nada?

rua do imaginário

13
Nov17

Nós e o acaso

O biólogo evolucionista Stephen Jay Gould escreveu algo do género: “Consideremos o filme da vida na Terra. Rebobinemo-lo e projetemo-lo de novo: o resultado seria totalmente diferente”. Este conceito reflete o facto de o fio da História ser o resultado de um infinito conjunto de casualidades encadeadas. O resultado foi este, poderia ter sido outro totalmente diferente. Um exemplo: se há 65 milhões de anos o cometa que colidiu com a Terra tem passado uns míseros milhares de quilómetros ao lado, hoje a vida na Terra seria radicalmente diferente.  A nossa existência enquanto espécie dominante dependeu de um qualquer evento cósmico a milhões de anos luz da Terra que criou um asteroide e o atirou em direção ao nosso planeta e que, por uma enorme casualidade, colidiu com no nosso planeta enquanto este, dominado pelos dinossauros, percorria calmamente a sua órbita.

 

A mesma ideia se poderá adptarà vida de cada um de nós: "regressemos ao dia do nosso nascimento e voltemos a viver a nossa vida: o resultado teria sido totalmente diferente". Não deixa de ser esmagador para o ego pensar que o que é a nossa vida e a nossa identidade seja resultado de inúmeros e insignificantes acasos, que nem sequer conseguimos identificar, e que foram ao longo do tempo constuindo aquilo que agora somos. Nós, que tão seguros estamos da nossa personalidade. Nós, para quem o “eu” é algo de concreto e único que sempre conhecemos. Nós, somos afinal um resultado possível entre infinitos outros.

Links

  •  
  • Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.