Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

rua do imaginário

Porque existe algo em vez do nada?

Porque existe algo em vez do nada?

rua do imaginário

12
Fev16

Notícias do Universo

Os cientistas deteram pela primeira vez a existência de ondas gravitacionais, que são alterações do próprio "tecido" do espaço-tempo do Universo provocadas por acontecimentos cataclísmicos. A possibilidade da existência de ondas gravitacionais tinha sido prevista por Einstein em 1916 na sua Teoria da Relatividade. Cem anos depois foi possível observar diretamente a sua existência. Estas ondas foram geradas pela fusão de dois buracos negros que ocorreu a cerca de 1300 milhões de anos-luz de distância, há mais de um milhão de anos. As ondas gravitacionais provocadas por este acontecimento remoto foram detetadas no dia 14 de Setembro de 2015 por dois instrumentos denominados LIGO (Laser Interferometer Gravitational-Wave Observatory) que emitem e recebem raios luz em dois sentidos perpendiculares. Estes raios, ao serem afetados pelas ondas gravitacionais, alteraram o seu comportamento por uma fração de segundo devido à passagem da deformação do espaço-tempo. 

 

É sempre algo de extraordinário quando se verifica que a teoria, que é pura dedução matemática, é comprovada empiricamente. Nesta situação a dificuldade de se conseguir observar ondas gravitacionais que comprovem a teoria é extrema, o que ainda torna a comprovação empirica mais extraordinária.

 

Será que a linguagem em que o Universo está escrito é mesmo a linguagem matemática e estará a sua complexidade ao alcance do nosso cérebro? São estes acontecimentos que nos dão esperança que assim seja, mesmo considerando a improbabilidade de o nosso cérebro estar construído à medida da complexidade do Universo.

Links

  •  
  • Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.