Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

rua do imaginário

Porque existe algo em vez do nada?

Porque existe algo em vez do nada?

rua do imaginário

20
Out15

O Homem não é a medida do Universo

É algo de verdadeiramente extraordinário os feitos da Humanidade obtidos através do conhecimento científico: que um animal, que ainda há poucas centenas de anos vivia acossado pelos elementos da Natureza, de um planeta dos arredores da Via Láctea consiga perceber como surgiu o Universo, enviar sondas para explorar planetas nos confins do sistema solar e estar criar novas espécies através de manipulação genética é algo de absolutamente maravilhoso. A ciência eleva o Homem à categoria de Deus. Mas a questão do conhecimento científico tem um aspecto intrigante: quais os nossos limites.

 

Estará ao alcance do cérebro humano compreender a complexidade do Universo? Seria improvável que a complexidade do mundo estivesse ao alcance da estrutura do nosso cérebro. Provavelmente andamos ainda a esgravatar na superfície mole do terreno da sabedoria mas será provável que as ferramentas que temos nos impeçam de conseguir alcançar as profundezas mais duras. Iremos um dia bater na rocha dura do conhecimento dos alicerces do Universo e nesse momento encontraremos algo que nunca estará ao nosso alcance compreender. 

 

O nosso conhecimento é uma racionalização à medida das capacidades do nosso cérebro, não à medida da complexidade do Univeso. Tal como um pardal nunca consiguirá compreender o Teorema de Pitágoras, conseguiremos nós algum dia compreender o Universo?

Links

  •  
  • Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.