Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

rua do imaginário

Porque existe algo em vez do nada?

Porque existe algo em vez do nada?

rua do imaginário

15
Fev16

O Universo conhece-se a si próprio

Sendo o ser Humano um resultado do Universo, uma consequência da grande explosão que ocorreu há cerca de 15 mil milhões de anos que esteve na origem de tudo o que existe neste Universo, a nossa capacidade para compreender o seu funcionamento, a sua origem, entender as leis da física que o regem e prever o futuro do Universo não é na realidade mais do que o próprio Universo a conhecer-se a si mesmo.

 

Nós somos um produto do Universo que conseguiu evoluir o suficiente para compreender as entranhas da sua forma de funcionar e os detalhes da sua própria origem. Nós não somos só resultado da história do Universo, somos o próprio Universo. Estivemos presentes nesse momento inicial há 15 mil milhões de anos e estamos agora a detetar e compreender as ondas gravitacionais de fenómenos que ocorreram em locais extremamente longínquos.

 

No livro de Jostein Gaarder "Maya - O Romance da criação" o autor refere: "O aplauso à grande explosão teve de esperar 15 mil milhões de anos para se ouvir".  Que isto dizer que o objetivo da grande explosão foi ser compreendido, foi compreender-se a si próprio e para tal foi necessário esperar 15 mil milhões de anos (assumindo que seremos os primeiros a compreendê-lo). Mas esta frase tem um outro conceito implícito: de que a evolução da consciência e o surgimento da capacidade de compreender o Universo não é algo fortuito, um sub-produto aleatório das leis da física, mas sim um objetivo concreto dessas mesmas leis. A consciência seria assim o objetivo inicial da grande explosão.

 

Maya - O Romance da criação, Jostein Gaarder.jpg

Maya - O Romance da criação, Jostein Gaarder

Links

  •  
  • Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.