Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

rua do imaginário

Porque existe algo em vez do nada?

Porque existe algo em vez do nada?

rua do imaginário

31
Jul17

Os dados que são dados

Vivemos numa era em que a informação é uma matéria-prima com um valor incalculável. O volume astronómico de informação que constantemente fornecemos é colocado ao serviço de poderosos algoritmos que se dedicam a minerar, depurar e lapidar a informação até se obterem preciosas pepitas. Algoritmos cada dia mais poderosos, alimentados cada vez com mais informação que nós fornecemos voluntariamente e a custo zero, conseguem literalmente saber mais sobre nós do que nós próprios. Conseguem antecipar os nossos movimentos, saber o que estamos a pensar comprar, o que vamos necessitar em breve, para onde nos deslocamos e qual o caminho que escolhemos, se estamos de saúde ou doentes, felizes ou tristes. Enfim, basicamente tudo. E com que objetivo? Fundamentalmente consquistar tempo da nossa atenção para nos vender algo.

 

Os dados são o novo petróleo e esta matéria-prima é fornecida por nós, voluntariamente e gratuitamente, numa troca não explícita por aplicações que colocamos nos nossos smartphones que nos acompanham para todo o lado e com acesso a todas a informação que neles guardamos. Coletivamente comportamo-nos como os indígenas das américas que com a chegada dos primeiros conquistadores europeus trocavam o seu ouro por contas de vidro sem valor.

Links

  •  
  • Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.