Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

rua do imaginário

Porque existe algo em vez do nada?

Porque existe algo em vez do nada?

rua do imaginário

15
Mai15

Rua do Imaginário

Em Évora existe uma rua chamada “Rua do Imaginário”. Não é propriamente uma rua, é uma travessa, estreia e um pouco retorcida, emuldurada de casas caiadas de branco e amarelo. Naquele dia estava deserta.

 

É um bonito nome para uma rua, um nome que por si só é um poema. Um nome que nos remete para um mundo íntimo e irreal. Sim, é íntimo, mas não irreal. Tudo o que é verdadeiramente importante é o que existe no nosso imaginário, a realidade é só um constrangimento. O que existe é o que acreditamos que existe e nada morre verdadeiramente enquanto existir no nosso imaginário.

 

Na idade dos porquês perguntavam-me os meus filhos se a fada dos dentes existe. A resposta, só pode ser uma: sim, existe enquanto acreditares que existe. Como existem dragões, unicórnios, a justiça, o amor ou o sentido da vida.

 

O imaginário é a realidade mais importante.

Links

  •  
  • Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.