Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


 

O conceito de justiça, no sentido de algo que nos acontece ser merecido ou imerecido consoante o nosso passado ou o noso comportamento, é uma ficção exclusiva do ser humano. Na natureza e nas leis a física não existe nada equivalente ao justo ou injusto. Os eventos acontecem porque obdecem a determinadas regras e a suas consequências, por mais devastadoras que sejam, nunca são justas ou injustas. Não sei se no reino animal existirá um sentimento semelhante: sentir-se-á um qualuqer animal injustiçado se o seu sofrimento é causado por algo que não culpa sua? Creio que não. Mas no ser humano, desde tenra indade, possuimos este sentimento de que é injusto se algo negativo nos acontece sem que o tenhamos, de alguma forma, merecido. Temos que aceitar o que nos acontece, não vale a pena nutrir sentimentos de justiça ou injustiça, que não passa de uma ficção humana. As coisas simplesmente acontecem.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

A ansiedade é um sentimento sobre o futuro, sobre algo que não aconteceu, que não existe e que não sabemos se irá existir. Estar ansioso é estar afetado pelo inexistente. O futuro deve ser encarado com tranquilidade e sem expetativas, positivas ou negativas. A ansiedade é a negação dessa tranquilidade. Viver o presente não é contraditório com planear o futuro. O detalhe está no grau de comprometimento mental com esse futuro.

 

Será a ansiedade um sentimento ou uma situação de distúrbio? Alguma utilidade deverá ter tido, senão a evolução teria-se encarregado de a eliminar. Talvez seja uma forma de o nosso corpo se preparar para situações previsíveis de perigo ou de alguma forma extraordinárias, mas é certo que  ansiedade está atualmente na origem de muitos distúrbios relacionados com o stress. No livro Why Zebras Don't Get Ulcers, o biólogo Robert Sapolsky aborda precisamente a questão: a maioria dos animais não sente ansiedade apesar de saberem que muito provavelmente terão que lutar pela sobrevivência no futuro próximo. E é isso o fundamental para ser possível atingir a tranquilidade física e mental: viver e sentir o momento.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Nostalgia é um sentimento de saudade por algo que não é realidade. A nostalgia é sentir saudade por uma construção mental, por uma ilusão. O passado só existe dentro de nós, a realidade essa, não sabemos o que foi. A nossa memória é seletiva e aquilo por que sentimos nostalgia é uma imagem mental construída pela nossa mente. É uma ilusão que em certas situações pode ser referida mais corretamente pelo termo inglês delusion:

 

Delusion is a belief held with strong conviction despite superior evidence to the contrary.

 

Esqueçamos a nostalgia, o presente é certamente melhor, é tudo o que temos.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor



Links

  •  

  • Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2015
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D