Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

rua do imaginário

Porque existe algo em vez do nada?

Porque existe algo em vez do nada?

rua do imaginário

23
Ago16

Tolerância e bom senso, é o que falta

A proibição em duas localidades do sul de França da utilização do burkini, uma espécie de fato de banho que mulheres islâmicas utilizam na praia, por ser considerado como um símbolo do extremismo islâmico, é uma restrição inaceitável da liberdade individual e injustificável sobre qualquer prisma. O bom senso já começa a rarear, no que só pode ser sinal de uma sociedade profundamente traumatizada pelos ataques terroristas sofridos. Só uma sociedade doente, dominada pelo medo, pela desconfiança, pela ignorância e pela incompreensão pode justificar este género de atitudes.

 

Nada disto tem a ver com a questão da subserviência da mulher na cultura islâmica, que nunca foi preocupação no mundo ocidental. É apenas uma questão de medo perante o diferente. Há limites que não podem ser ultrapassados e nesta situação está-se claramente a pisar terrenos muito perigosos de intolerância para com uma cultura diferente do “nós”. Além disso, como bem sabia o poeta, um dia “nós” poderemos muito bem ser quem hoje é o “eles”.

Links

  •  
  • Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.